Projeto “Toque a vida com música” oferece bolsas de estudos gratuitas

O projeto “Toque a vida com música”, idealizado pelos músicos Anderson Farias e Ellen Fernandes, vai ter às 20h uma live de lançamento nesta segunda-feira (12) pelos perfis do Instagram @toquepiano e @casasomamazonia. Na live, serão publicados os formulários de inscrições e explicado todo o processo para se inscrever para as bolsas de estudo gratuitas. O projeto atenderá mais de 40 bolsistas.

As aulas acontecerão em sua maior parte em via virtual. Os selecionados terão acesso a conteúdos virtuais que vão do básico ao avançado do instrumento piano. Terão também acesso a conteúdo de teoria musical e princípios de outros instrumentos, como canto e violão. Os bolsistas terão encontros ao vivo para mentoria com os profissionais da música dentro da sala de imersão sonora do espaço Casa Som Amazônia (casasomamazonia.com).

O que é o projeto “Toque a vida com música”?

O projeto é uma iniciativa dos músicos Anderson Farias e Ellen Fernandes, que se uniram para oferecer parte de suas atuações profissionais para a população amazonense. O projeto tem o objetivo de expansão das atividades de ensino musical de alta excelência através de bolsas de estudo voltadas para pessoas de baixa renda e profissionais que atuam na arte da rede pública de ensino. O projeto foi contemplado pelo prêmio Feliciano Lana através do Governo do Estado do Amazonas, e as bolsas de estudo são uma contrapartida ao prêmio.

“Toque a vida com música” une a ampla atuação do músico Anderson Farias como pianista e educador, e o trabalho da cantora e cientista social Ellen Fernandes que atua nas suas produções artísticas com forte enfoque no papel social da música e na valorização da arte amazônica.

O projeto “Toque a vida com a música” é também uma expansão da iniciativa “Toque Piano” liderado por Anderson, que tem movimentado o cenário musical onde trabalha a popularização do ensino do instrumento piano através da prática, junto com o direcionamento pedagógico de Ellen Fernandes para repertórios que considerem a música popular produzida no estado.

Os artistas idealizadores pensam a música enquanto elemento de qualidade de vida, apreciação e consciência cidadã.

Quais são os requisitos para participar?

Pessoas que estudam ou estudaram em escola pública de ensino, que tenham alguma familiaridade e noções de música (que será mostrada durante o processo de seleção com banca online, que será do dia 19 a dia 23 de abril). Profissionais que atuam em ensino público, na faixa etária de 15 anos em diante. A faixa etária para a participação será de 15 a 45 anos

Mas quem não é, mas quer ser músico, pode participar?

Anderson Farias responde a essa pergunta. “Sim. A ideia é justamente podermos dar princípios e elementos musicais para pessoas que tenham alguma familiaridade com a música. para os iniciantes daremos princípios musicais tais como percepção, ritmo e repertório, e buscamos também poder contribuir com novos talentos. Para quem já tem conhecimentos musicais e uma habilidade maior na música vamos atuar no aperfeiçoamento e mentoria artística, de forma a dar um caminho para a lapidação desses talentos para o mercado profissional da música.”, disse o músico.

Fonte: Assessoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *